Notícias

08.12.2021

Quais os tipos de exames para o diagnóstico do câncer de próstata?

Novembro é o mês dedicado ao combate do câncer de próstata, doença responsável pela morte de uma grande parcela da população masculina. Apesar de grave, a desinformação e o preconceito ainda são os principais vilões nessa luta. Por essa razão, comemora-se mundialmente o novembro azul.

Assim como outras doenças, o câncer de próstata possui seus próprios exames, com capacidade de detectar a doença e auxiliar em seu tratamento e até mesmo na cura. Se você quer conhecer quais os tipos de exame para diagnosticar o câncer de próstata, continue essa leitura.

Os detalhes sobre o câncer de próstata

Quando nos referimos ao câncer de próstata, estamos falando de uma doença responsável por matar 28,6% da população masculina. Geralmente, esse câncer surge em homens com idade mais avançada, sendo raro naqueles que têm menos de 40 anos e, segundo pesquisas, grande parte dos portadores possuem mais de 65 anos

Se não tratado, assim como outros tumores, poderá se espalhar no corpo e causar complicações mais graves, por isso, a melhor forma de combater o câncer de próstata é através do diagnóstico precoce. Segundo pesquisas, a chance de cura, se detectado cedo, chega a 97%, um número esperançoso.

Sintomas e orientações

Por se tratar de uma doença tão preocupante, algumas recomendações devem ser seguidas. Recomenda-se que homens acima de 50 anos realizem os exames que podem detectar essa doença.  Além disso, caso exista histórico desse tipo de câncer na família, é recomendado que os exames sejam realizados mais cedo, aos 40 anos de idade.

Outro fator importante, que pode indicar a necessidade dos exames, são os sintomas do câncer de próstata. São eles:

 

  • Necessidade de urinar aumentada;
  • Presença de sangue na urina;
  • Jato da urina mais fraco;
  • Dificuldade para urinar.

É importante ressaltar que o nosso corpo conversa constantemente conosco, através dos sinais. Ao apresentar alguns dos sintomas, procure um especialista.

Tipos de exames para diagnosticar o câncer de próstata 

Para detectar e combater essa doença, atualmente, existem dois tipos de exames: a dosagem de PSA e o toque retal.  Ambos são de alta eficácia e, se combinados, podem resultar em um diagnóstico extremamente minucioso. 

Dosagem de PSA – trata-se de um exame de sangue que avalia a quantidade de antígeno prostático específico (PSA), uma proteína produzida pelo tecido da próstata, mas também pelas células cancerígenas. Se detectado uma quantidade fora do normal, pode indicar o câncer de próstata.

 

Toque retal – trata-se de um exame clínico, realizado através da introdução do dedo indicador do médico — com uma luva lubrificada — no anûs do paciente. Esse exame é extremamente importante pois detecta as alterações na próstata, como nódulos e irregularidades. 

Ultrassonografia – Nesse procedimento não invasivo, o paciente é mantido com a bexiga cheia de líquido, até que toda a análise da próstata esteja concluída. O diagnóstico é feito com base em alterações evidentes na própria glândula e bexiga. Também poderá ser realizado o método transretal, onde o especialista consegue verificar em tempo real os detalhes da próstata e qualquer alteração anatômica.

Se diagnosticado o câncer de próstata, outros exames serão realizados, com o intuito de descobrir o estágio e as propriedades da doença. Ressaltamos que, ao deixar o preconceito de lado, esses exames poderão não apenas detectar a doença, como também salvar vidas. Lembre-se que o autocuidado é sinônimo de prevenção, por isso, visite regularmente o seu médico. 

AGENDAR EXAME AGORA