Notícias

03.06.2020

Como se manter bem durante o isolamento social?

O isolamento social é fundamental para a redução da velocidade de propagação da doença, evitando que o Sistema Único de Saúde (SUS) fique sobrecarregado e seja possível prestar um atendimento de qualidade a todos. 

Apesar deste ser um esforço pelo bem coletivo, nós reconhecemos que não é fácil passar por essa situação, que nos é um tanto quanto inusitada. A ansiedade, a sobrecarga emocional e até mesmo a raiva são comuns diante do que estamos vivendo, mas é importante lembrar que somos afetados de diferentes maneiras.

Por isso, separamos para você algumas dicas que podem ajudar a tornar esse momento um pouco mais fácil. São ações simples, mas capazes de amenizar os efeitos da quarentena.

 

  1. Esteja em contato com amigos e familiares

Estarmos distante não significa que precisamos cortar os laços. Usar a tecnologia a nosso favor para realizar chamadas de vídeo é uma ótima maneira de matar a saudades daqueles que amamos.

São diversos os aplicativos e sites que podem proporcionar esse encontro virtual, como o Whatsapp, que tem um limite de até quatro participantes, o Google Meet, que se encontra gratuito, e o Discord.

 

  1. Mantenha a sua rotina

É importante continuar a realizar as tarefas que você está acostumado, como acordar cedo, trocar de roupa e tomar um café da manhã reforçado, já que uma alimentação saudável contribui para a nossa saúde física e mental.

Não esqueça de seguir as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e estar sempre que possível lavando as mãos e, caso seja necessário sair de casa, máscara e álcool em gel para se manter protegido.

 

  1. Tire um tempo para relaxar

Para quem está trabalhando em casa, é essencial estabelecer horários e pausas. Aproveite também para tentar algumas técnicas de relaxamento e até mesmo yoga. O importante é estar em contato com o que você gosta de fazer, seja ler um livro ou assistir aquele reprise do Brasileirão.

 

  1. Evite o excesso de informações

Passar o dia inteiro consumindo notícias sobre o coronavírus pode causar picos de ansiedade. Por isso, evite deixar a televisão e rádio ligados, mas não deixe de se informar! Dê preferência à fontes confiáveis e de credibilidade e lembre-se de desconfiar de conteúdos maliciosos, pois é comum nos depararmos com as chamadas fake news.

Caso necessário, você pode procurar ajuda profissional. Há diversos psicólogos que estão atendendo remotamente, assim você pode realizar as sessões por videochamadas, se mantendo em segurança e, principalmente, bem.

AGENDAR EXAME AGORA