Notícias

16.07.2021

Como saber quando é gastrite ou má digestão?

Dor de estômago e desconforto local insistentes são apenas alguns dos sinais de que você pode estar com gastrite. E, apesar dessa não ser uma palavra nova para muita gente, são poucos aqueles que entendem o que, realmente, é a gastrite. Pensando nisso, reunimos as principais informações sobre o assunto.

Antes de tudo, devemos esclarecer que a gastrite é uma inflamação localizada na mucosa que reveste as paredes internas do estômago. Essa alteração pode ser provocada por diferentes fatores, sendo a doença dividida em tipos, alguns mais raros, como a eosinofílica e a linfocítica, mas que ainda podem acometer uma parte da população, e outros mais populares, como:

 

  • Gastrite aguda

Trata-se de uma inflamação que permanece por poucos dias, quase sempre secundária ao uso de álcool, aspirina e anti-inflamatórios. Além disso, em alguns casos, ela pode ser uma complicação posterior à cirurgias extensas, grandes queimaduras e septicemia.

 

  • Gastrite crônica

Frequente, esse tipo da doença pode ser ocasionado pela presença da bactéria Helicobacter Pylori, que leva à destruição da mucosa do estômago e, na maioria das vezes, é adquirida durante a infância, ou pela gastrite autoimune, que normalmente afeta mulheres com problemas de tireóide, provocando atrofia em uma parte do estômago que produz ácido clorídrico, prejudicando a absorção da vitamina B12.

 

  • Gastrite medicamentosa

Ocorre devido ao uso de medicamentos tóxicos para o estômago, causando a inflamação da mucosa. A gastrite pode evoluir com sangramentos e colocar em risco o paciente, sendo esse mais um motivo para que a automedicação seja evitada. Procure sempre um médico da sua confiança e converse com ele antes de suspender ou trocar o medicamento.

 

Além disso, há também a famosa gastrite nervosa, que apesar de muito comentada, não existe. O estresse e a ansiedade podem estimular a produção de ácido, fazendo com que o estômago fique hipersensível, mas sem alteração patológica na mucosa estomacal. Muitas das vezes, trata-se apenas de uma má digestão, acompanhada de dor, azia, enjoo e estufamento, mas sem inflamação.

Mas afinal, quais são os sintomas? A dor da gastrite é circunscrita e começa na região epigástrica, sendo a queixa mais conhecida como “dor na boca do estômago“, que pode irradiar-se para outras regiões do corpo e confundir-se até com a dor do infarto, por exemplo. Além disso, ela pode vir acompanhada de azia ou queimação, se houver retorno do suco gástrico, que poderia piorar quando a pessoa se deita após uma refeição mais volumosa ou rica em gorduras. Por fim, a perda do apetite, náuseas e vômitos também são sintomas comuns da doença.

Assim, é importante procurar ajuda médica para que seja realizado o diagnóstico, geralmente por meio da endoscopia, que registra imagens através das quais é possível verificar se há inflamação na mucosa do órgão. Tendo sido as suspeitas confirmadas, o tratamento deve ser iniciado, levando em consideração a causa da doença.

AGENDAR EXAME AGORA