Notícias

01.09.2021

As principais dúvidas sobre pedra nos rins

Também chamada de litíase ou cálculo renal, essa é uma condição considerada bastante comum e com alta taxa de recorrência. Isso porque, estima-se que entre 5% e 15% da população sofrerá com a doença em algum momento da vida. Por isso, fomos atrás das respostas para as principais dúvidas sobre o assunto.

  • Como os cálculos renais se formam?

Os cálculos renais são formações endurecidas, resultantes do acúmulo de cristais na urina, que se formam nos rins ou nas vias urinárias. Eles aparecem quando a urina apresenta quantidades maiores de algumas substâncias como cálcio e ácido úrico, que se agrupam e se transformam em pequenas pedras.

  • Quais os principais sintomas da doença?

Algumas vezes, sua presença pode passar despercebida, sem sintomas, mas em alguns casos também pode provocar dores fortes, que começam nas costas e irradiam para o abdômen em direção à região inguinal, com um pico intenso seguido de certo alívio. Além disso, as crises podem ser acompanhadas por náuseas e vômitos.

  • Consumir muito sal pode provocar a doença?

Não só o consumo excessivo de sal, mas também de embutidos, industrializados, refrigerantes e alimentos ricos em sódio de maneira geral é um fator de risco, pois o elemento químico provoca aumento na excreção urinária de cálcio, resultando no acúmulo de pequenos cristais nos rins, que pode resultar na formação de cálculos renais.

  • Os casos de pedra nos rins aumentam no verão?

Sim, pois devido às altas temperaturas o nosso corpo tende a ficar mais desidratado, ou seja, com menos líquido para filtrar, o rim tende a ficar com maior quantidade de urina concentrada, o que aumenta o risco de formação de cristais que dão origem aos cálculos renais. Dessa forma, a ingestão de líquidos é essencial para a prevenção.

  • Quais os cuidados que ajudam na prevenção?

Apesar das brincadeiras, a ingestão de líquidos, principalmente da água, de fato ajuda na prevenção. Além disso, diminuir o consumo de sal e de alimentos ricos em proteína animal, praticar atividade física e perder peso são cuidados para quem quer se prevenir.

  • Tomar água durante as crises ajuda a aliviar os sintomas?

Não, e deve ser evitada quando as cólicas e dores aparecerem, pois durante os momentos de crise os rins continuam a filtrar a urina, sem conseguirem direcioná-la às vias urinárias, devido ao bloqueio provocado pelos cálculos. Assim, quanto mais água o paciente ingerir, mais o rim ficará dilatado, provocando dor intensa.

Além disso, vale ressaltar que, apesar dos cálculos renais serem eliminados naturalmente através da urina em muitos dos casos, a avaliação médica continua sendo indispensável, uma vez que, se a condição não for tratada corretamente, pode levar a consequências mais graves, provocando por exemplo a diminuição ou perda total da função do rim afetado. 

É apenas com a ajuda de um especialista que será possível definir o melhor tratamento, que deve ser individualizado, mas geralmente consiste em aumentar a ingestão de líquidos e na administração de alguns medicamentos, a fim de tentar eliminar as pedras sem necessidade de intervenção cirúrgica, que não pode ser descartada logo de imediato.

AGENDAR EXAME AGORA